Posts Tagged ‘livros’

h1

para ler os clássicos

agosto 9, 2009

toda a solenidade necessária para ler os clássicos ou “as bibliotecas mais lindas do mundo”:

HANDELINGENKAMER-TWEEDE-KAM ()Handelingenkamer Tweede Kamer Der Staten-Generaal Den Haag, the Hague, Netherlands

900888676_ce0f02a9d0George Vanderbilt’s Biltmore House Library, Asheville, N.C., USA

BNF-PARIS ()Bibliothéque Nationale de France, Paris, France

Herzog August Library, Wolfenbüttel, GermanyHerzog August Library, Wolfenbüttel, Germany

Peabody LibraryGeorge Peabody Library, Baltimore, Maryland, USA

Queen's College Library, OxfordQueen’s College Library Oxford

Sansovino's Library 2Sansovino Library, Rome, Italy

Real Gabinete Portugues De Leitura Rio De Janeiro 3Real Gabinete Portugues De Leitura Rio De Janeiro, Brazil

aqui, via @tuttyupie.

h1

intervalo para um merchan

maio 22, 2009

Quero dividir uma descoberta com vocês.

A Discurso Editorial, por iniciativa de um grupo de professores da FFLCH da USP, está editando o “Jornal de Resenhas” – aquele que circulou na Folha de S.Paulo entre 1995 e 2004 em parceria com a USP, Unesp, UFMG e Unicamp.

A primeira edição saiu em março deste ano e é um primor. Tem 16 resenhas assinadas por Sergio Micelli, José Murilo de Carvalho, Bresser-Pereira, Sidney Chalhoub, Heloísa Pontes e outros, analisando livros diversos. Para se ter uma ideia de como o jornal também é alimentado com resenhas de livros que não tratam diretamente de teoria social, há análises dos textos da juventude de Borges, e dos livros “Amuleto”, de Roberto Bolaño, e “O Filho Eterno”, de Cristóvão Tezza.

Em tempos em que está todo mundo comprando a Revista Serrote, o jornal é um alento: custa apenas R$ 3,00 e está a venda em livrarias e bancas de jornais. Não descobri em quais nem qual é a peridiocidade do jornal, mas dá pra perguntar no discurso@usp.br.

Ah! No site da Discurso dá pra comprar os livros que reúnem os textos que circularam na Folha. E não é caro.

Em tempo: Leandro mandou o e-mail e avisa que o “Jornal de Resenhas” está à venda na Livraria Cultura e na Martins Fontes.

h1

do que permanece

maio 18, 2009

“Ay del sueño”

 

Ay del sueño

si sobrevivo es ya borrándome

ya desconfiado y permanente

y tantas veces me hundo y sueño

muslo a tu muslo

boca a tu boca

nunca sabré quién sos

 

ahora que estoy insomne

como un sagrado

y permanezco

quiero morrir de siesta

muslo a tu muslo

boca a tu boca

para saber quién sos

 

Ay del sueño

con esta poca alma a destajo

soñar a nado tiernamente

así me llamem permanezco

muslo a tu muslo

boca a tu boca

quiero quedarme en vos

(Mário Benedetti, Geografías).

h1

biblioteca sem-teto

fevereiro 4, 2009

A “História Universal da Destruição dos Livros” merece novo capítulo.

Saiba por que, aqui.