Posts Tagged ‘l’amour’

h1

rotina

janeiro 10, 2011

intercalo

a dor nos pulsos e a pressão da joanete na sola do pé

a solidão remunerada e a nossa vida itinerante

minha cabeça avulsa e a sua, repousada na minha

e troco o dia pela noite pelo dia

e desestabilizo

é saudade

o amor, meu bem, também se inspira na rotina

h1

místicas

junho 14, 2010

Dia desses meu querido Leandro teve uma dor de dente, dessas avassaladoras. O ciso teimou em nascer só agora e todas aquelas consequências desagradáveis associadas a todo e qualquer nascimento aconteceram: sangrou, inchou, infeccionou.

Na sala do doutor, a secretária, emocionada com tanto PDA entre dois namorados em plena Londres, disparou: qual é o signo de vocês? (ok, confesso, antes ela me perguntou se eu era francesa. ah, l’amour!).

“Scorpio and Virgo”.

“Such a lovelly combination! I knew it!”.

Horóscopo lovers, sinastria amorosa do personare é tiro certeiro. nunca deixem de conferir, antes do investimento final. No nosso caso, é tanta afinidade que até a moça da cadeira do dentista ficou emocionada.

É virgem? Procure seu escorpião! ;)

h1

luv.u.

abril 15, 2010

via le love

h1

reasons to love LDN #horsconcours

fevereiro 17, 2010

do Le Love

lá tem lua-de-mel na neve e eu não passo frio =)

h1

histeria

fevereiro 17, 2010

cheguei, fiquei macambúzia, chorei duas semanas, achei que não ia dar certo, briguei com burocracias, paguei 12 dólares pra pedir informação que eu já sabia, fali, mais tradução, mais tradução, chegou o visto, chegou o visto com a data errada, mais lágrimas, mais lágrimas, cadê a passagem? mais interurbano, mais skype linha cruzada, mais agonia, me conformei, voltei a estudar concentrada, pulei carnaval, assisti olimpíadas de inverno, entendi quem era tessália e agora odeio a lia, me envolvi com o baixo nível de compreensão das pessoas que assistem BBB (!?), fiquei com pena da elenita -que é doutora e só quem é Dr ou candidato a sabe como é ser estatística de desemprego-, torci pra vai-vai, torci pra tijuca, assisti todo o desfile da tijuca, não sei o que é rebolation, agradeço a deus por não saber o que é rebolation, sai num bloco de barão de geraldo após oito anos de barão geraldo, desaprendi a ler o caderno de dinheiro, engordei todos os quilos que perdi caminhando na neve, gripei no verão, chegaram as passagens, voltei a chorar, tô com medo da capes, tô com medo de não levar o campeonato da capes, quero muito levar o campeonato da capes, mas chega. chega. chega que só quero chegar logo pra me envolver com o simon e a uniqlo, parar de rir e chorar cinco vezes seguidas e brincar de um amor numa cabana. meu amor é meu prozac.

h1

com açúcar, com afeto

fevereiro 14, 2010

recomenda-se tomar doses diárias

h1

all is love…

janeiro 31, 2010

Daí que em 2004 eu ouvi “Maps” pela primeira vez e me apaixonei pelos Yeah Yeah Yeahs.

Daí que em 2010 assisti “Where the wild things are”, descobri que quero ter um filho de nome Max e uma trilha sonora da Karen O. todinha pra ele.

Pra harmonizar os monstrinhos que vivem dentro da gente:

One, two, ready, go

Grow some big feet, holes in history
Is where you’ll find me, is where you’ll find
All is love, is love, is love, is love

L.O.V.E, it’s a mystery
Where you’ll find me, where you’ll find
All is Love, is love, is love, is love

Hey, ooh
Hey, ooh
Ooh ooh…
All is Love

One, two, ready, go
L.O.V.E, it’s a mystery
Where you’ll find me, where you’ll find
All is love, is love, is love, is love

Ooh ooh…
All is Love, is love, is love, is love…