Posts Tagged ‘l’amitié’

h1

Beijo Azul

agosto 11, 2010

No começo deste ano tomamos um susto. Tomamos, plural, por que somos eu e mais uma média de 8 amigas que se conhecem há onze anos. E que nunca se perderam umas das outras – ok, às vezes, nos perdemos, mas o que importa é que a gente sempre consegue se reencontrar. Tomamos um susto. Uma das partes desse nosso corpo, a fer, descobriu que tinha uma doença rara e eu e mais 8, pelo menos, ficamos com o coração apertado.

A Fer descobriu que tem Hipertensão Pulmonar. E quando você digita isso no google, chora muito. Eu chorei bastante. De medo e de tristeza de não estar por perto. O medo passou, porque a doença vai acompanhar a fer pra sempre, com todas as limitações que ela impõe, até que descubram a cura. Não existe tratamento ainda, mas nossa amiga, aventureira como sempre foi, está participando de uma série de pesquisas testando novos medicamentos pra ajudar a vencer a hipertensão.

A tristeza a gente diminui com pequenas coisas como essas:

DSC08259

Explico.

A fer mantém um blog incrível, o “Andanças Vagarosas”, onde ela conta sobre o seu dia-a-dia com uma leveza e um bom-humor que me faz lembrar muito o “Assim Como Você”, do Jairo Marques. Em comum, as limitações de deslocamento, já que o maior ‘não’ do hipertenso é a fadiga e o seu maior alento, a cadeira de rodas. Mas sobre isso vocês ficam sabendo melhor no blog da fer.

O beijo azul, aprendi com ela. É uma campanha de conscientização da Associação de Hipertensão Pulmonar do Reino Unido. O diagnóstico é difícil por que a HP é rara. Sem ele, sem o tratamento e os cuidados necessários, a doença pode matar.

Por isso, mando meu beijo azul, símbolo da campanha, e levo, comigo, o batom azul pra fer. Não te disse que eu encontrava ele por aqui? É seu! Fique com o beijo provisório, fervai, que o presencial chega daqui a pouco!!!

=*

Anúncios
h1

meus amigos vieram das nuvens*

julho 13, 2009

adoro a leveza dos dias bem vividos. a todo carinho, conforto e aconchego que chega até mim, só posso agradecer com um transbordante sorriso. porque pelo menos de um talento eu posso me gabar: o de ter vivido cercada das pessoas exatas.

*da música “L’amitié”, de Françoise Hardy.