Posts Tagged ‘coisas de menina’

h1

me against the smartphones

abril 30, 2010

Ok, é uma obsessão.

Eu não sou muito fã de tênis, muito menos de couro de cobra e há dois dias atrás sentiria um arrepio só de ouvir dizer que alguém tentou juntar essas duas coisas em um só sapato.

Mas desde ontem que não consigo parar de sonhar com esse par de tênis da Jimmy Choo.

104tokyoeua_large_1_purple

Primeiro porque sempre quis ter um sapato Jimmy Choo – como toda menina que viu muito Sex & the City e queria ser igual a Carrie. Segundo porque eles estão sendo distribuídos de graça pelas ruas de Londres. É, eu sei! COMO ASSIM EU AINDA NÃO TENHO O MEU? .

Desde quando pus meus pés nessa ilha, fiquei deslumbrada com a possibilidade de ter um smatphone e usar 3G praticamente de graça. Estava só esperando o primeiro salário pra comprar o Iphone, mas me bateu os 5 segundos de consciência da pobreza e achei melhor deixar pra lá. Afinal de contas, 200 libras não se encontra em árvore.

Acontece que pra quem mora aqui 200 libras é dinheiro da night. Pensa aí quantas cervejas morrem em R$ 200?! 4 bares e tá feito. Conclusão: todo mundo tem um iphone menos eu.

E isso a ver com o sapato?

É óbvio que a Jimmy Choo não ia distribuir sua nova coleção de tênis, no valor de 395 libras (isso mesmo, 395 libras!), assim tão facilmente.

Eles montaram uma gincana no twitter (@CatchAChoo) e avisam onde estão. Agora mesmo, enquanto escrevo, estão em Portobello Road through the sound of reggae.

93426139-52ddbc9917bb14a005338e8997371bf3.4bdac63f-scaled

Ganha quem chegar primeiro e dizer: “I’ve been following you!!!”.

Sem um smartphone, me encontro em terrível desvantagem nessa gincana da moda.

Cabe a mim esperar que coloquem esses sapatinhos na Brunswick Square, aqui do lado de casa, pra que eu consiga chegar a tempo =O

Torçam por mim.

Anúncios
h1

A real Boxing Day

dezembro 27, 2009

Grandes expectativas para o Boxing Day. Aqui, um dia depois do Natal, as lojas descem seus estoques e fazem uma grande liquidação. Foi num dia desses que uma pessoa morreu pisoteada no ano passado, nos States. E a gente, é claro, não poderia perder uma oportunidade dessas: a de fazer uma participação observante assistindo e sentindo (ai! larga o meu casaco! eu vi primeiro!) a turba do consumo enfurecida pela Oxford Street  (tradicional rua de compras melhor custo-benefício do centro de Londres), e, é claro, aproveitamos para fazer umas comprinhas também.

DSC04881

Como disse um amigo nosso daqui do IH, se existe o inferno, ele está cheio de blusinhas a 2 libras…

O problema todo foi que apesar dos tênis da puma por 20 ou 30 libras e das calças Calvin Klein a 10, não há loja melhor custo-benefício que a Primark. E eu, seduzida pela possibilidade de comprar muito por muito pouco, acabei deixando minhas ambições de consumo para essa última lojinha. O problema é que a Primark fica no último quarteirão da Oxford e, durante as 4h de caminhada e entra-e-sai das outras lojas, quando lá cheguei, pedi arrego. Liguei o piloto automático das compras e perdi a capacidade de encontrar grandes ofertas entre um mundo de pessoas disputando as peças da arara. Fui vencida pelo cansaço e pela claustrofobia e voltei pra casa com um casaco e três blusinhas.

DSC04889

enquanto eu contava as moedinhas, a galere fazia fila pra comprar cristal

Mas o que eu ainda não tinha contado para vocês é que vivi um verdadeiro Boxing Day. Tradicionalmente, as famílias mais abastadas saíam presenteando a ralé no dia 26. Alguns chamam isso de espírito de Natal, mas eu chamo de culpa social. Investida dessa culpa, Madame Victoria, todo dia 26 de dezembro, sempre levava uma caixona de presentes e distribuía na perifa. Daí o Boxing, do Boxing Day.

Pois bem. Um pouquinho antes, no dia 23, fui jogar o lixo fora quando me deparei com uma sacola sortida de roupas e sapatos de menina. Tudo do meu tamanho. No hubo dudas: me apropriei da limpeza de armário da vizinhança, botei tudo na máquina de lavar e agora tô desfilando minha cashmerie novinha e cheirosa da Zara. Partilho com vocês o aprendizado da vez: o verdadeiro espírito do boxing day é partilhar com os pobres. Querendo contribuir, me manda um e-mail que eu passo meu endereço pra receber as doações ;)

my boxinjg day

minha box collection =)