Archive for janeiro \28\UTC 2009

h1

reis do swing

janeiro 28, 2009

Festa sem eles não é festa!

h1

assim é fácil!

janeiro 27, 2009

Já reparou como a gente só recebe e-mail com coisa pra comprar? Queria que os spams fossem propostas de trabalho. Aí sim as coisas fariam mais sentido!

h1

realidades e realidades

janeiro 23, 2009

Em março, quando oPME (Pesquisa Mensal de Emprego) do IBGE vier me consultar, espero virar uma estatística “yes, we can!”, pra aproveitar a obamania. Se não rolar, sei que eles vão me chamar de desocupada (quem não tem emprego, mas procura), e que vou fazer um estágio de vivência em identidade da classe operária. E vou me sentir mais classe ópê do que qualquer estudante de luta jamais conseguiu se sentir. Mesmo com ayahuasca. Só não vou causar mais inveja porque vão descambar pro desdém: “pô, justo ela indo pro lado de lá? Vai desagregar, querendo discutir esse falsos problemas”. E vão gritar bem alto no megafone que agora é hora dos trabalhadores do mundo se unirem e darem um basta a Israel e a tudo isso que está aí. Ainda bem que aqui a crise veio no verão. E que a baixada é logo ali…

em tempo:

roubei do ricardo lombardi.

h1

ah, l'amour!

janeiro 17, 2009

Françoise Hardy e a trilha sonora da minha vida

h1

ah, l’amour!

janeiro 17, 2009

Françoise Hardy e a trilha sonora da minha vida

h1

Bolsa-Plástica

janeiro 13, 2009

09012325

Vote Dilma!

h1

pra 2009…

janeiro 12, 2009

queria que existisse expansão de memória pra cabeça. e que tivesse Ctrl + Alt + Del pra destravar o pescoço e a cacunda. e que o word fosse que nem nintendo wii pros nossos pensamentos. e que organizasse todas as idÉIas com eficiência de excel. e que o mundo todo fosse um paraíso de ar condicionado a 23º soprando num rosto suado sem dar gripe, dor de garganta ou outra coisinha qualquer, dessas que nos obriga a ir até a farmácia, subir na balança e se arrepender do doce que comeu no final de semana. queria a vida assim, mais cheia desses detalhes, pra gastar o tempo-dinheiro só com o que é bom. ainda bem que ando desprecisada de arrumar desculpas pra sorrir.