Archive for dezembro \30\UTC 2008

h1

décadence avec élégance

dezembro 30, 2008

eu sempre soube que este dia iria chegar, mas não esperava que viesse tão cedo. desde nosso primeiro contato, de nosso primeiro encontro… ele me prometeu que não, que a coisa não evoluiria a tal ponto. bastava que eu seguisse a risca a posologia e não abusasse muito do uso. aos poucos, fui ficando dependente. hoje, ao entrar no banho, minha vista ficou embaçada. o óculos não gostou do batismo no chuveiro. e eu me senti, pela primeira vez, uma quatro olhos. o pior é que antevejo as próximas fases: acordar e, antes de levantar da cama, colocar o óculos. mais tarde, ter uma coleção deles, no melhor estilo “Marília Gabriela Entrevista”. ai de mim, santa Luzia!

Anúncios
h1

M&M's!

dezembro 19, 2008

mm

aqui.

h1

M&M’s!

dezembro 19, 2008

mm

aqui.

h1

papai, quero ser cantora!

dezembro 16, 2008

Scarlett Johansoon lançou um cd. Não quis escutar porque não sou fã da moça nem como atriz – e fiquei ainda mais fã da Penélope Cruz depois do “te apaguei, mosca morta!” que ela deu no novo colírio dos olhos do tarado do Woody Allen em “Vicky, Cristina, Barcelona”.

Pois bem, mas não gosto de ser injusta. E a curiosidade é uma característica que em mim ganha destaque. Demorei, mas fui ouvir o tal cd, que leva o título de “Anywhere I lay my head”. Podia ter passado sem essa. É um atentado ao bom gosto e ressucita o pior do cenário pop dos anos 80. Com um agravante: não dá nem pra rir do colant do Freddie Mercury ou das dancinhas do Milli Vanilli. Alguém, por favor, me ajude a desmascarar essa sonsinha antes que ela lance o segundo cd – o que, por sinal, declarou que fará em breve.

h1

amigo-secreto e a pagu que sumiu das prateleiras!!!

dezembro 10, 2008

Esse lance de amigo-secreto é uma roubada em potencial. Ainda mais quando a brincadeira perde o controle do grau de intimidade e você tira aquele cara ou aquela menina com quem você trocou poucas palavras durante a vida. Não por má vontade, mas porque a vida é assim mesmo. E, às vezes, por mais que a gente converse, converse e converse, não há nada naquela troca de palavras que te inspire a comprar um presente não-burocrático.

Este ano caí nessa cilada. A pessoa é bem legal, bem legal mesmo (juro, muito querida), mas não conseguia extrair um raio de criatividade das conversas que tivemos na vida até que tchã-nã-nã-nã! apelei pra seção de auto-ajuda!!!  (rá!!!). Bisbilhotando lá, eis que encontro a pérola: “Cuidando do bebê até que sua mulher chegue em casa”. E olha o final de descrição: “Finalmente um texto para ajudar o pai a cuidar do bebê e mantê-lo a salvo, até que sua mulher chegue em casa”.

Jesus me chicoteie três vezes porque cuspi na Santa Ceia das feministas!

h1

momento estética

dezembro 9, 2008

gente, eu juro, sobrancelha bonita é fundamental!

ps: desçam a página até encontrar a Madonna….

h1

sou tendência

dezembro 2, 2008

faço slow blogging!